Loading

terça-feira, 13 de maio de 2008

II Integração Cultural
.
Ana Karla Ribeiro
Clóvis Felipe
.
O evento organizado pelo coletivo cultural Pérola Negra, em parceria com o Centro de Referência da Juventude (CRJ) Ilma Suzete Gama e o Conselho Gestor da Praça Lauro Wanderley (Congeplaw), movimentou os Funcionários I nos dias 25 e 26 de abril. Oficinas, exibições de vídeos e apresentações culturais formaram a programação do evento, sempre com a participação de jovens moradores do bairro. A seguir, mais detalhes e os principais momentos desta celebração artística.
.
Logo de início, o coletivo Pérola Negra fez a cabeça da galera ficar mais bonita, devido ao sucesso da oficina de Penteados Afro. Suzane Soares e Rayza dos Santos mostraram ao público como desenvolver esta técnica capilar e revelaram muita habilidade para fazer a moda afro acontecer.
.
Grupos culturais
.
O pessoal da capoeira Badauê realizou várias apresentações no CRJ e na Praça Lauro Wanderley durante o evento. O grupo formou-se há oito anos e é composto por 20 pessoas – dois mestres, um professor e 17 alunos. Os ensaios da equipe são realizados na comunidade Santo Agustinho. A capoeira era usada pelos escravos como forma de defesa, mas hoje representa um instrumento de resistência cultural-popular.
.
Já o grupo Orin Axé – música alegre, em dialeto africano – possui um estilo “popular-afro” de ser, tocando músicas de origem africana que destacam as raízes negras, repletas de percussão e energia. O estilo chama-se Afoxé, ritmo que pode ou não reverenciar orixás – divindades da cultura negra. A banda, formada há quatro anos por jovens da cidade de Bayeux, trabalha apenas o lado cultural do Afoxé, realizando um resgate histórico da cultura negra.
.
Outros grupos também marcaram presença, tais como: Afronordestinas (Hip-Hop); 1ª Fórmula Break Art’s Crew (Dança de Rua), composto por moradores dos Funcionários I – alunos e ex-alunos da oficina de Break do CRJ Ilma Suzete Gama; além da banda paraibana Vôti, que produz uma sonoridade bem interessante, misturando ritmos nordestinos com o Mangue Beat da Nação Zumbi (PE). Os integrantes tocaram antigos sucessos e sacudiram o público, encerrando a festa em grande estilo, chamando todo mundo para dançar em uma ciranda.


Um comentário:

Priscilla disse...

o Orin Axé tem gente daqui de João pessoa, de Guarabira e de Conde também!!!


:P