Loading

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Resenha: “Faz de conta”
.
Angélica Patrícia
.
O título do espetáculo “Faz de conta” explica grande parte de sua história. Durante uma hora de apresentação os atores levam a mensagem da imaginação teatral para adultos e crianças. O público é conduzido a um mundo de sonhos e fantasia, que todos(as) tem vontade de conhecer.
.
As crianças se envolvem muito com a narrativa da peça e começam a dar luz ao lugar imaginário escolhido pela produção, proporcionando ainda mais criatividade ao mundo mágico que experimentam naquele momento. Os adultos entram no clima e também se tornam crianças, a partir deste lugar encantado.
.
Enfim, todos os participantes da peça se enchem de criatividade, imaginação, luz e magia, para contar e recontar esta fábula, deixando o mundo real por alguns instantes e trazendo de volta a verdadeira mágica do mundo infantil. Um lugar puro e calmo, com muitas histórias a serem ditas, tais como: “Pinóquio”, “Bela Adormecida”, “Branca de Neve”, entre outras.
.
Os atores dizem nunca ter vivido a sensação de ver crianças tão entretidas, com os olhinhos brilhando, empolgadas com tudo aquilo que estavam assistindo. Joht Cavalcanti e Adriele Daniel levaram ao público infantil um conto de fadas e aos adultos o simples prazer de voltar a infância, para lembrar dos pais contando histórias incríveis. “Fiquei sem palavras ao ver as crianças nos abraçando”, disse Joht.
.
Ao final do espetáculo, todos aplaudiram de pé, emocionados. O envolvimento com a platéia foi tão grande que as crianças deixaram os atores no chão. A dupla não conteve a emoção e recebeu o abraço de todas elas, uma por uma. A direção da peça ficou a cargo de Ingrid Castro e Joht Cavalcanti - professor de Teatro do CRJ Ilma Suzete Gama.
.
Também fiz parte deste público e senti na pele a vontade de voltar ao mundo da infância. Durante a peça deixei de lado o trabalho, os estudos e embarquei no mundo da imaginação. Sentia-me uma criança sonhadora e ao mesmo tempo uma senhora, vivendo e relembrando seu passado, querendo ser uma personagem da “Branca de Neve”, ou talvez a bruxa da “Bela Adormecida”...
.

Um comentário:

simone disse...

pedro seus comentario ficaram otimo vc precisa cobrir mas vezes eventos que promova a saude na comunidade bj